Agrishow is part of the Informa Markets Division of Informa PLC

Informa
Informa


FEIRA PRESENCIAL

29 de abril a 03 de Maio de 2024
Horário: 9h às 18h
Ribeirão Preto - SP - Brasil


GOVERNADOR DE SÃO PAULO ANUNCIA RECURSOS PARA O PEQUENO E MÉDIO PRODUTOR NA AGRISHOW 2022

• Hoje, às 16h, acontece o Prêmio Deusa Ceres, com palestra do ex-Ministro Aldo Rebelo
• Amanhã, quinta-feira, às 16h, o ex-ministro Ciro Gomes participa de uma coletiva no Auditório da Sala de Imprensa da Agrishow

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, anunciou o repasse de R$ 23 milhões a pequenos e médios produtores rurais dentro do programa Pró-Trator durante visita nesta quarta-feira (27) à Agrishow 2022 – 27ª Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação. Por meio do Fundo de Expansão do Agronegócio, o Pró-Trator oferece financiamento de tratores ao agricultor a juro zero com prazo para pagamento de até cinco anos, permitindo ao produtor rural aumento de produção e renda.

“São diversas políticas públicas voltadas ao setor e, como governador de São Paulo, vim a Ribeirão Para fazer esses anúncios, mas também para reafirmar o compromisso desta gestão com o agronegócio paulista e brasileiro”, afirmou.

Durante a visita do governador foram anunciadas ainda ampliações de outros programas como o Rotas Rurais, com 19 municípios sendo contemplados com endereços codificados e a doação de 10 veículos específicos para a ronda rural dentro do programa Segurança no Campo.

Garcia ressaltou ainda que, como produtor rural e gestor, está orgulhoso em presenciar o retorno da edição presencial da Agrishow. “É uma alegria poder ver o agronegócio crescendo no Brasil, a ciência e a tecnologia distribuindo rendas e riquezas para São Paulo”, frisou.

O governador visitou a feira acompanhado do prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, Francisco Maturro, secretário de Agricultura e Abastecimento e presidente da Agrishow, Augusto Nardes, ministro do Tribunal de Contas da União, parlamentares e prefeitos de diversos municípios paulistas.

PRODUTORES ARTESANAIS CONTAM COM PAVILHÃO PARA EXPOSIÇÃO DE SEUS PRODUTOS

A expectativa é grande para os pequenos produtores que expõem suas mercadorias no Pavilhão do Artesanato, espaço que é uma das novidades desta 27ª edição da Agrishow - Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação. O pavilhão está situado no complexo da Secretaria de Agricultura e reúne cerca de 80 expositores de produtos que vão dos queijos à charcutaria, mel, azeites, vinhos, cervejas e cafés.

“Além de mostrar que nós existimos, essa iniciativa é importante para divulgar nossos produtos e fazer com que eles cheguem à mesa do consumidor”, ressaltou Christophe Faraud, presidente da Associação de Produtos Artesanais Paulista e produtor de laticínios em Natividade da Serra (SP).

O visitante que desejar adquirir algum produto exposto no local poderá fazê-lo sem receio já que todos possuem o Selo de Inspeção Federal (SIF) que garante qualidade e boa procedência de produtos de origem animal. O selo também permite que o produtor exporte suas mercadorias.

O Governo de São Paulo assinou, no início do ano, decreto que regulamenta a Lei 14.453/2021 que atualiza a legislação e simplifica o registro de produtos artesanais de origem animal à base de leite, carnes, ovos e mel. A regulamentação desburocratiza o processo, criando a possibilidade de registro das empresas de forma simplificada.

A oportunidade de ganhar novos mercados está dentro das expectativas do analista de vendas da Fazenda Atalaia, Fabio Torres. A propriedade fica em Amparo (SP) e produz laticínios em geral. “Já comercializamos em todo o país, mas queremos ampliar nosso público, por isso nossa expectativa para a Agrishow está bastante positiva”, salientou.

A Agrishow é uma iniciativa das principais entidades do agronegócio no país: Abag – Associação Brasileira do Agronegócio, Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, Anda – Associação Nacional para Difusão de Adubos, Faesp – Federação da Agricultura e da Pecuária do Estado de São Paulo e SRB - Sociedade Rural Brasileira, e é organizada pela Informa Markets, integrante do Grupo Informa, uma das maiores promotoras de feiras, conferências e treinamentos do mundo com capital aberto.

AVIAÇÃO AGRÍCOLA COMEMORA CRESCIMENTO EM VENDAS

Seja por terra e, também, pelo ar, a expansão do agronegócio desconhece fronteiras. Dados do Sindicato Nacional das Empresas da Aviação Agrícola (Sindag) revelam que a frota aeroagrícola brasileira entrou em 2021 com 2.352 aeronaves, um crescimento de 3,16% no setor em 2020.  As aeronaves pertencem tanto a empresas que fazem o trato de lavouras quanto a operadores privados como fazendeiros e cooperativas. De olho neste mercado, as empresas de aviação investiram na apresentação de modelos durante a 27ª Agrishow – Feira Internacional de Tecnologia Agrícola em Ação.

Os air tractors (tratores do ar em tradução livre) da Agsur Aviones, por exemplo, são usados no combate a incêndios, à pulverização e adubação da lavoura. “A rapidez com que o avião cobre a área e a qualidade dessa cobertura trazem um retorno bastante positivo ao produtor”, informou Thiago Silva, gerente comercial da empresa uruguaia que, apenas durante a Agrishow, fechou a negociação de 7 aeronaves para entrega em 2024.

A divisão agrícola da brasileira Embraer também comemora bons números com 42 aeronaves Ipanema entregues em 2021, aumento de 91% em comparação com o ano anterior, reflexo do desempenho favorável do agronegócio brasileiro. A expectativa para 2022 é manter o ritmo de crescimento de vendas destes pulverizadores aéreos.

Voltados ao transporte de passageiros, os modelos apresentados pela TAM Aviação Executiva durante a Agrishow ilustram o avanço do setor de agronegócio no Brasil e sua influência positiva neste mercado. Mesmo com a pandemia de Covid-19 no país, nos últimos dois anos esse segmento foi responsável por 58% das vendas de aeronaves a pistão e turbo-hélice da TAM AE, as chamadas aeronaves executivas.

“Cada vez mais, o setor de agronegócio utiliza aeronaves para incrementar suas operações. Por isso, as vendas para o segmento crescem ano a ano. A Agrishow é, sem dúvida, a principal vitrine para o setor. É o momento em que colocamos os empresários e pilotos em contato direto com as suas possíveis novas ferramentas de trabalho”, explica Leonardo Fiuza, presidente da TAM Aviação Executiva. 

 

EQUIPAMENTOS COM TECNOLOGIA EMBARCADA AMPLIAM EFICIÊNCIA NA APLICAÇÃO DE AGROQUÍMICOS E FERTILIZANTES

As máquinas, cada vez mais avançadas, são consideradas fortes aliadas do produtor rural em todo o desenvolvimento de uma lavoura. Por isso, a Agrishow 2022 mostra inovações que aumentam a eficiência da produção agrícola. São equipamentos com avançada tecnologia embarcada para distribuir agroquímicos, nutrientes e fertilizantes na lavoura. Pulverizadores em barra ou autopropelidos, totalmente automatizados, otimizam a produção e a precisão na aplicação. 

Com capacidade de 3000 e 4000 litros, o Imperador da Stara gera maior controle e estabilidade na pulverização. Com isso o produtor consegue usar 58% a mais de calda sobre o alvo. Suas barras atingem até 36 metros de área cultivada e seu vão de dois metros pode chegar até três metros de altura. Isso é uma vantagem para o produtor rural que pode usar o equipamento para fazer o manejo das culturas do início ao fim do cultivo. A marca está otimista com o mercado, prospectando seus negócios somente para 2023. Isso porque toda sua produção está vendida até novembro.

Outra novidade que a Agrishow traz no segmento de pulverização são os equipamentos também em barra das séries MF 530R e 535R da Massey Ferguson. Com capacidade de 3000 e 3500 litros de produtos respectivamente consegue aplicar os insumos em áreas de 24 metros em cana e de até 36 metros em grãos. Novidades que permitem ao produtor evitar até 73% de desperdício por aplicação. Além de toda tecnologia embarcada, outra vantagem é a altura das barras que variam entre 35 centímetros e 2,5 metros. Assim o produtor consegue um melhor manejo em diferentes culturas ou mesmo aplicar os produtos ao longo do ciclo produtivo.

Já no segmento de equipamentos autopropelidos, o Overlander da Incomagri possui alta tecnologia embarcada, vão livre de 1,55 m, permitindo aplicações em lavouras com estágios mais avançados de cultivo. Fácil para operar, permite que o operador execute a pulverização com maior autonomia, maior rendimento, reduz as perdas por amassamento e gera maior economia de insumos.